5 Dicas para Estudar Menos e Melhor

em 25 de julho de 2021

Não existe um mito, existe uma lenda, a lenda de que o concurseiro tem que estudar 10 a 12 horas líquidas por dia, mas será que isso realmente é verdade? Será que para ser aprovado em concurso público você realmente tem que estudar isso tudo de horas por dia? 5 Dicas para Estudar Menos e Melhor.

Então iremos abordar justamente sobre o tempo de estudo e mais do que isso, como você consegue estudar melhor estudando menos, esse é um ponto bastante controverso.

Inclusive algumas pessoas não entendem muito a razão dessa estratégia que ao mesmo tempo que tem que se ter uma vida sustentável e uma rotina de estudo equilibrada.

A questão é sobre o equilíbrio que se deve ter pré-edital, ou seja, você não tem edital aberto então você leva uma vida mais equilibrada, balançando sua vida social, lazer, família e os estudos.

Agora, óbvio se o edital saiu aí sim você vai dar o seu máximo e seja ele qual for então você vai sim abdicar da sua família, do lazer e de tudo.

Quando o edital já estiver aberto, para você ter esse fôlego no edital aberto é preciso que tenha uma rotina sustentável antes, então vamos trazer cinco pontos de uma palestra do Dr. Martin Lobenel, para quem não conhece é um professor universitário americano, e ele fala muito de psicologia, como psicólogo, ministra aulas de psicologia nos Estados Unidos,  tendo como uma de suas palestras “Study Less Study Smart” que significa Estude menos, estude melhor de maneira mais inteligente.

Então resumimos essa palestra, a qual possui um livro com esse mesmo nome, separando as cinco dicas para que você consiga estudar de maneira mais efetiva, seja qual o tempo que você tenha disponível para estudar.

Antes de falarmos dos cinco pontos, vamos falar sobre a média de horas que as pessoas costumam a estudar que giram entre 4 e no máximo 6 horas líquidas por dia.

Tem gente que estuda mais tem gente que estuda menos não há uma regra, então a ideia desse texto é trazer alguns pontos para que, qual seja o tempo que você possua disponível para estudar, você consiga utilizá-lo ao máximo.

 

 

Nas palavras de um professor de psicologia e que tem uma base científica de estudos comprovados que podem ajudar a aumentar o seu potencial de aprendizado, vamos para as cinco dicas:

Dica para estudar 1 – A primeira dica é quebrar sua sessão de estudos, inclusive esse é o princípio da técnica do Pomodoro que foi uma fórmula criada para otimização de tempo principalmente do trabalho, mas ela pode ser aplicada em várias outras coisas, inclusive nos estudos.

Os estudos científicos indicam que depois de um determinado período, sua concentração começa a cair, então se você estuda 3, 4, 5 horas direto é muito provável que a partir da segunda, da terceira hora o seu nível de atenção e concentração de assimilação de conteúdos já esteja muito baixo, então é muito importante que você quebre sua sessão.

Significa que você pode estudar uma hora e pausar 10 minutos o estudo, uma hora pausa 10 minutos, estuda mais uma hora, depois você pausa e, em vez de 10 minutos, você pausa entre 20 e 25 minutos e volta o tempo de pausa ele revigora você distância sua cabeça um pouco dos estudos e é como se fosse um refresh ela dá uma refrescada na sua cabeça para você iniciar mais um ciclo de estudos.

Dica para estudar 2 – O segundo ponto é ter um local exclusivo para estudar, nosso cérebro é uma ferramenta muito inteligente, e por isso ele é meio idiota em alguns pontos por quê por exemplo: você usa a mesma mesa para estudos, trabalho, jogos, então para sua cabeça entender que quando você senta nela para estudar, seu cérebro não consegue assimilar.

O ideal é ter um local específico para estudo, pois o seu cérebro trabalhará muito melhor quando você tiver uma mesa que ele sabe que, se se sentar ali é para estudar, assim, você não vai ficar no celular, não vai trabalhar.

Leia também> Plano de Estudo Para Concurso

Outro ponto muito importante é que para você ter um local exclusivo de estudo não significa um cômodo inteiro, você pode ter uma mesinha no cantinho da sua casa, mas que quando você se sentar lá, no seu cérebro já sabe, opa! ele sentou aqui, aqui a gente vai estudar.

Dica para estudar 3 – A dica de número três é o estudo ativo, que é basicamente quando você está efetivamente produzindo uma informação, seja resumindo, rabiscando, ensinando, explicando para alguém, criando mapas mentais, resumos digitais, resumos físicos.

Se você está no ato ativo, por isso o nome de aprendizagem. Os estudos científicos também indicam que o estudo ativo trabalha diretamente na parte do seu cérebro responsável pela memorização.

Então, recomendamos muito que se você não estuda de forma ativa, que é muito mais eficiente, e está apenas lendo ou apenas revendo vídeos aulas, você não está aplicando o estudo ativo significa que seu nível de aprendizado está baixo, e você só precisa reformular em sua rotina de estudo, para arrumar um tempo para você anotar para você fazer um “resuminho”, um mapa mental, criar alguma coisa.

Dica para estudar 4 – Dica número quatro, é o princípio da técnica onde você escreve o que acabou de aprender, e começa a ensinar, para qualquer pessoa, em frente ao espelho sozinho, pra uma pessoa imaginária, quando você começa a fazer isso no seu cérebro o seu cérebro fica muito estimulado.

Dica para estudar 5 – E a dica número cinco, não menos importante é o uso e mnemônicos com certeza você como concurseiro já conhece alguns é uma coisa muito bacana.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!